O professor grajauense Rogerio Bastos, de 45 anos, morreu de aneurisma cerebral na tarde deste sábado (9), no Hospital Municipal Socorrão de Imperatriz.

Rogerio Bastos começou a passar mal no último dia 2. Com fortes dores na cabeça e nas pernas, e a pressão altíssima, ele foi levado para o Hospital Geral de Grajaú (HGG), onde foi atendido e medicado, recebeu alta e retorno para casa. Na manhã deste sábado, seu estado de saúde agravou; foi levado novamente para o HGG, onde ficou internado na sala vermelha; no final da tarde foi transferido para Imperatriz, mais não resistiu e veio a óbito.

Filho do músico Raimundo Nonato Gomes Oliveira e de Raimunda Ires Araújo Bastos Oliveira, Rogerio era o primeiro de oito irmãos; licenciado em História pela Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), o grajauense era querido e respeitado por todos, especialmente pelos companheiros de trabalho.

“Sabemos que esse mundo não é nossa morada para sempre; Deus te chamou agora por você ser uma pessoa boa e amiga; vai deixar saudade; que Deus te guarde em um bom lugar meu amigo”, comentou na rede social Facebook Mariah Lourdes.

Nas redes sociais a causa da morte do grajauense foi a Febre Chikungunya, diagnóstico feito por inúmeras pessoas, e até por profissionais da saúde que afirmam a doença sem nenhum conhecimento. Sua irmã Ana Paula Bastos Oliveira lamenta a forma como as pessoas tratam o caso neste momento de dor e tristeza “Quando recebermos o laudo, iremos publicar para que os amigos tenham conhecimento da verdadeira causa da morte de nosso irmão”, informou.

Sua mãe e seus irmãos Cláudio César, Rafael, Samara, Márcia, Anna Paula, Júlio e Luciléia e os demais familiares agradecem a solidariedade dos amigos neste momento difícil. Várias são as mensagens de carinho e apoio.

O corpo de Rogerio está sendo velado em sua residência, na Av. Antônio Borges, bairro Trizidela; o enterro será na tarde desta segunda-feira (11) no cemitério da Extrema.

Comentários

Atenção! Os comentários do Jornal Grajaú de Fato são via Facebook, lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor, comentários impróprios podem ser denunciados por outros usuários, acarretando até mesmo a perda da conta do Facebook.
COMPARTILHAR